< O cabeleireiro dos Youtubers
Logotipo App Look4Beauty

Look4Beauty mais rápido e fácil

Tudo na Aplicação

O cabeleireiro dos Youtubers

Robertinho tornou-se o oitavo melhor cabeleireiro do mundo, em 2017, este ano está entre os 10 primeiros. Além disso, é o cabeleireiro dos YouTubers como Wuant ou SirKazzio.

Chamam-no de Robertinho, mas o seu verdadeiro nome é Roberto Marques. "Uma coisa engraçada é que quando eu cheguei cá em Portugal as pessoas disseram-me: 'Olha Robertinho aqui não vai ser bem visto, é melhor colocar Roberto Marques porque o português não está acostumado'". No início, ainda tentou usar o nome de Roberto Marques, mas "na Internet se colocar isso não aparece nada e se meter Robertinho as primeiras 40 chamadas são minhas".

O cabeleireiro das estrelas de YouTube acaba de lançar Torna o Teu Look Brutal, da editora Planeta.

O cabeleireiro, que nasceu em Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, no Brasil, mas nunca pensou em escolher esta carreira. "Nunca pensei entrar neste mercado de beleza, a minha mãe já fazia unhas em casa, mas eu nunca me interessei por isso", explica o cabeleireiro de 51 anos. Trabalhou em muitas áreas diferentes, foi jogador de futebol, agente num banco e até gerente da marca Coca-Cola, mas, entretanto, ficou desempregado.

Quando estava a cortar o cabelo com um amigo, este sugeriu que fizesse um curso de cabeleireiro. E assim foi: "o meu amigo levou-me até à escola e disse que eu já era cabeleireiro e aí acabei por fazer um curso intensivo de 9 dias e nesse período eu cortei 49 cabelos. Depois fui trabalhar num salão e quando lá cheguei disse que já estava a trabalhar há um ano como cabeleireiro, quando na verdade só tinha 10 dias, com medo de não conseguir o emprego".

Tudo começou em 1991. Entretanto, ia cortando cabelos e fazendo cursos, tudo isto dentro de uma estação de autocarros. Trabalhou um ano e dois meses como empregado e depois abriu o seu próprio cabeleiro, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no Brasil.




O que é o Visagismo?

A primeira vez que esteve em Portugal foi em 2012, a convite de uma empresa para dar uma palestra sobre Visagismo na feira do Porto. O seu relacionamento com o Visagismo já tem alguns anos, remete para o ano de 2005, quando fez a sua primeira formação. Mas afinal o que é o Visagismo? "É construir uma imagem adequada ao perfil da pessoa fazendo com que ela expresse aquilo que deseja, dentro do trabalho ou fora do trabalho. Não é o que o cabeleireiro acha que é melhor para a cliente." 

A pergunta é: "Quem é a cliente? De que forma quer ser vista pelas pessoas? Como é que ela se quer olhar no espelho e se sentir?". O Visagismo é revelar a essência, o belo, e não o bonito, isso é passageiro", revela Roberto Marques. Hipócrates, pai da Medicina, criou um sistema de classificação das personalidades: sanguíneo, colérico, melancólico e fleumático, e é a parir destas quatro categorias que o visagista faz uma consultoria para perceber o que é melhor para o seu cliente

Qual é a primeira impressão dos clientes de Robertinho quando se deparam com esta técnica? "Ficam surpreendidos", diz Roberto. "Mas não é só uma corte de cabelo?", muitos questionam. Não. Roberto dá um exemplo: "digamos que a tendência é usar franja, só que a franja tapa a testa e esta expressa o intelectual das pessoas. Uma pessoa que precisa passar credibilidade pensante, seja ela artística ou intelectual, se tapar a testa não vai conseguir expressar isso.


Os clientes YouTubers

O cabeleiro, que tem um estabelecimento no Parque das Nações, em Lisboa, já é uma cara bastante conhecida, principalmente pelos miúdos. Quando Roberto passa pela escola que fica ao lado do seu salão, os miúdos ficam nas grades a gritar "Robertinho, Robertinho". Já não passa despercebido e um dos motivos é ser o cabeleireiro dos youtubers. Tudo começou quando um colega de trabalho recomendou o trabalho de Roberto ao youtuber SirKazzio e este, juntamente com outro youtuber, o d4rkframe, foram ao salão do Robertinho.

A palavra espalhou-se e seguiram-se os próximos clientes: o Windoh, o Gato Galáctico, o Wuant. "Quando eu passei a cuidar do cabelo deles, eu tinha um canal que tinha cerca de 5 mil subscritos, só que quando comecei a cuidar deles a visualização foi muito maior", diz o cabeleireiro. Hoje o canal conta com mais de 40 mil subscritores, entre eles muitos cabeleireiros, muitos miúdos e mães dos miúdos, assim como o instagram, que também teve um crescimento enorme.

O relacionamento do cabeleireiro com os youtubers, além de profissional, também se estabeleceu uma amizade. Com o fim da casa dos youtubers, já não vão ao salão com tanta frequência, mas o contacto mantém-se. "Além de profissional, tenho alguns que já são amigos mesmo, falamos pelo Whatsapp, mesmo que às vezes demore agora para virem cá. O Wuant disse-me: "Roberto eu agora não consigo, não tenho tempo, tenho que arranjar um jeito de ir aí", então já há uns dois meses que ele não vem, já está desesperado. Se bem que ele agora está a deixar crescer o cabelo de novo", conta.

Quando os youtubers estão no salão, o espaço enche-se de miúdos. "O salão acaba por ter essa parte muito exposta porque quando eles vêm cá, temos uns 40 miúdos aqui a bater no vidro para entrarem no salão. Eles são muito abertos, eu deixo os miúdos entrarem, eles vêm, tiram fotos e convivem com eles aqui. Nós fazemos um corte solidário, uma vez por mês, onde angariamos mais de 700 quilos de alimentos nesse dia, e no dia do aniversário do salão eles vêm cá", explica.  



Comentar

;